Com quantos anos de contribuição se aposenta?

|

Com quantos anos de contribuição se aposenta?

com quantos anos de contribuição se aposenta

Uma das questões mais relevantes sobre o INSS, é descobrir com quantos anos de contribuição se aposenta. No entanto, com o advento da Reforma da Previdência, a realidade é que muitas dúvidas surgiram para as pessoas.

É comum se perguntar o que acontece para quem contribuiu antes e ter dúvidas inerentes ao que acontece para quem contribuiu depois. Portanto, a proposta deste texto é mostrar mais informações referentes a esse assunto.

No passado, a aposentadoria acontecia para pessoas que contribuíram por 5 anos, mas agora é preciso ter pelo menos 180 meses junto ao INSS. Dessa forma, veja abaixo com quantos anos de contribuição se aposenta.

Com quantos anos de contribuição se aposenta na maioria dos casos?

Para se aposentar por idade, a melhor opção disponível é você fazer ter contribuição por pelo menos 15 anos, ou seja, 180 meses. Ao mesmo tempo, o INSS requer que você tenha atenção naquilo que eles estão buscando.

Detalhe: a regra vale há mais de 10 anos, pois foi criada desde 2011, em que o trabalhador precisa estar atento a essa regra. Em outras palavras, isso indica que o trabalhador trabalhe um dia por mês e seja contado por um mês.

Quando a Reforma da Previdência foi aprovada e entrou em vigor, a partir de 13/11/2019, em que a idade mínima mudou. O cenário para homens é de 65 anos, enquanto para as mulheres é de 62 anos.

Destaca-se um fato: no caso dos agricultores a situação não trouxe quaisquer mudanças. No caso dos homens, é preciso ter 60 anos e as mulheres 55, então essa mudança precisa ficar muito clara.

fale com um advogado

Um fato relevante é se atentar ao que a reforma acabou e se trata da aposentadoria por tempo de contribuição. Nesse contexto, a maior busca das pessoas é a aposentadoria por idade e esse é o objetivo deste texto.

Aposentadoria por idade x aposentadoria por contribuição: quais são as diferenças?

A diferença entre as duas coisas, é que a aposentadoria por idade exige que você tenha uma idade mínima. Por outro lado, a aposentadoria por contribuição, como o próprio nome indica, exige um número mínimo de contribuição para o INSS.

Por mais que não pareça, a aposentadoria por tempo de contribuição acabou, mas a exceção são os que cumpriram os requisitos da aposentadoria antes de entrar em vigor a reforma da previdência através disso.

Lembre-se: aqueles que já estavam prestes a se aposentar, quando a reforma passou e entrou em vigor, entrará dentro dessa regra de transição. Por consequência disso, o que acontece com o restante dos trabalhadores?

A resposta para essa pergunta é referente a aqueles que podem contar com essa aposentadoria por idade. Nesse cenário, será preciso que o homem tenha a idade de pelo menos 65 anos para homens e 62 anos para mulheres.

Destaca-se algumas exceções, como por exemplo três tipos de aposentadorias: rural, invalidez e especial. Assim, é crucial prestar atenção com quantos anos de contribuição se aposenta diante destes cenários.

Grupos que têm acesso à aposentadoria por idade e as regras

Para se aposentar por idade, é indispensável estar filiada ao Regime Geral de Previdência Social (RGPS). Nesse fim, contribua mensalmente para o INSS e a situação tende a ficar melhor ainda para o seu caso.

Os homens podem se aposentar por idade e para isso devem contribuir por pelo menos 20 anos. No caso deste trabalhador urbano, em que a idade mínima irá precisar ter pelo menos 65 anos.

No caso das mulheres, a melhor opção é fazer uma contribuição de pelo menos 180 contribuições (15 anos) e com a idade mínima de 65 anos, quando a pessoa for considerada uma trabalhadora urbana.

Para as mulheres, o cenário exige entender o direito à aposentadoria, em que a Reforma criou uma regra de transição para elas de acordo com a data de aniversário da aposentadoria.

Idade Ano de aniversário
60 anos 2019
60 anos e meio 2020
61 anos 2021
61 anos e meio 2022
62 anos 2023

Embora pareça uma ciência exata, é necessário se atentar a cada caso e a particularidade que existe. Entretanto, a busca por um advogado ajuda a ter as informações certas e evita que a pessoa caia em algum erro.

Como se dá o cálculo?

Em primeiro lugar, considere a data da reforma da previdência, que é do dia 13/11/2019 e confira se é antes. Caso seja, a média irá incluir 70% da média dos 80% dos salários mais altos com a adição de 1% para cada ano completo de trabalho feito.

Para aqueles que irão se aposentar depois, a média será a seguinte: 60% da média de todos os salários com a adição de 2% ao ano acima do tempo mínimo de contribuição.

Lembre-se: consultar um advogado é crucial para entender como se dá o seu caso e ter a indicação certa. No entanto, é possível acessar o aplicativo “Meu INSS” e conferir o que mostra para você lá naquele ponto.

Agora que você entendeu com quantos anos de contribuição se aposenta, o próximo passo é se planejar. Assim, não se esqueça de atentar a esses pontos e você terá a indicação correta para o seu caso.

 

fale com um advogado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

plugins premium WordPress